EN | PT | ES
 

Como oferecer uma boa experiência NFC ao usuário?

Por se tratar de uma tecnologia que ainda não é muito conhecida entre os usuários, mesmo com o aumento crescente de smartphones com NFC, você deve tomar alguns cuidados para que os usuários entendam o funcionamento e interação do seu aplicativo com NFC.

A partir de elementos de uma técnica muito usada em inspeção de usabilidade chamada avaliação heurística e também observações em testes exploratórios, que foram realizados para o aplicativo Tap and Shoot Together, com usuários que nunca tiveram acesso ou utilizaram essa tecnologia. Baixe o aplicativo aqui e acompanhe o quanto a experiência do usuário segue certos padrões:

 

1. Visibilidade do status do sistema

É importante que o usuário a cada ação realizada tenha feedback imediato e consistente, que pode ser háptico (vibração), sonoro e visual.

 

1.1 Feedback

O sistema deve informar continuamente ao usuário o que ele está fazendo.

É muito comum o usuário realizar uma ação e pensar que o aplicativo travou ou não realizou tal ação pois nada foi “exibido” na tela como feedback.

No aplicativo Tap and Shoot Together quando o usuário encosta o seu celular no celular do seu amigo para conectá-los recebe um aviso sonoro e háptico, resposta padrão do sistema Windows Phone, que responde que a conexão foi iniciada.

 

1.2 Status e mensagens de status

O aplicativo deve manter o usuário informado do que está acontecendo.

Por isso é importante entender as informações que ele precisa e dizer utilizando uma linguagem visual adequada. Na tela principal do aplicativo Tap and Shoot Together já é possível identificar o estado de conexão através de uma círculo no canto superior esquerdo da tela. Onde esse círculo se modifica de acordo com a variação de estado do aplicativo.

Exemplo: Quando a conexão ainda não foi iniciada, o círculo exibe uma animação representando o movimento de encostar os dois celulares, juntamente com um comando “Encoste os celulares” ao lado. Desta forma o usuário entende em qual estado o aplicativo se encontra.

 

TELA MINHA CÂMERA

Action1GetMoreInformation.png

Elemento visual que indica os estados de conexão

 

ESTADO ‘AGUARDANDO CONEXÃO’

Action1GetMoreInformation.png

Animação na área do círculo indica que os celulares devem ser encostados e conectados.

 

ESTADO ‘CONECTANDO’

Action1GetMoreInformation.png

Estado "conectando": Animação indica carregamento e a mensagem avisa que ainda está conectando.

 

ESTADO ‘CONECTADO’

Action1GetMoreInformation.png

Depois de conectado, o área do círculo exibe a câmera do outro usuário conectado.

 

ESTADO ‘CONEXÃO DESABILITADA’

Action1GetMoreInformation.png

Quando o aplicativo está com a bateria muita fraca, o sistema impede que algumas funcionalidades sejam plenamente desempenhadas. Para evitar que isso ocorra, o aplicativo impede que uma conexão seja feita e o círculo indica que não é possível fazê-la, juntamente com uma mensagem "Recarregue seu celular".

 

1.3 Conexão interrompida

É comum em aplicativos NFC dois dispositivos estarem conectados para desenvolver alguma tarefa. Em alguns casos quebrar a conexão pode interromper uma atividade importante. No aplicativo Tap and Shoot Together, quando algum usuário executa alguma ação que pode interromper a conexão, o aplicativo exibe uma notificação perguntando se ele deseja continuar a ação e quais os resultados negativos, se houver. Cancelada a conexão, o aplicativo envia uma mensagem de "conexão perdida" ao dispositivo do segundo usuário que estava conectado.

 

NOTIFICAÇÃO DE SAÍDA

Action1GetMoreInformation.png

 

NOTIFICAÇÃO DE CONEXÃO PERDIDA

Action1GetMoreInformation.png
 

 

2. Correspondência entre o sistema e mundo real

É mais fácil para o usuário aprender um sistema que use palavras e representações visuais que sejam de seu conhecimento prévio, e que tenha uma interface similar ao ambiente “não-computacional” de trabalho. Evitar termos técnicos que são muito usados no âmbito computacional.

 

2.1. Símbolo intuitivo

Símbolos intuitivos demostram uma ação que deve ser realizada pelo o usuário sem precisar de textos ou esquemas para ser compreendida. Na tela inicial do aplicativo Tap and Shoot Together existe uma animação que fica dentro do círculo no canto superior esquerdo da tela, que exibe dois celulares se encostando. Os usuários que realizaram os testes com esse aplicativo conseguiram compreender e reproduzir a ação. Isso mostra a importância de se usar símbolos intuitivos para explicar as ações do aplicativo.

 

Action1GetMoreInformation.png

3. Peculiaridades do tap

Como você já teve ter visto ou lido, a tecnologia NFC permite a comunicação sem fio (wireless) entre dois dispositivos mediante um simples toque entre eles, o tap.

 

3.1. A necessidade do toque para iniciar (tap)

Devido essa peculiaridade é importante que você deixe claro ao usuário que qualquer aplicativo que tenha NFC é iniciado através de um tap {termo em inglês para ‘encostar ou tocar’} entre dois dispositivos ou entre um dispositivo e uma etiqueta NFC. No caso do aplicativo Tap and Shoot Together, por se tratar de uma conexão NFC peer to peer, ou seja, pessoa com pessoa, o momento do tap (toque) é sempre iniciado através de uma relação prévia entre dois usuários. De acordo com testes realizados, os usuários tiveram dificuldades para realizar a ação do tap, devido não conhecerem a tecnologia NFC, mas ao longo do teste conclui-se que a ação do tap tornou-se fácil e intuitiva, pois, os usuários associaram a ideia do toque entre os dispositivos com ação de trocar algo com alguém, movimento este que é muito natural no dia-dia do usuário.

 

3.2. Prioridade do tap

Antes de iniciar qualquer tarefa é preciso que o usuário efetue um toque entre os elementos com NFC. Com esta ação o usuário permite que a tarefa seja inicializada. Por isso é importante lembrar que essa tarefa é primordial dentro do aplicativo desenvolvido. Logo é importante manter sempre a ação resultante do toque do NFC prioritária. No aplicativo Tap and Shoot Together, cuja a função principal é tirar fotos juntos, toda vez que o toque NFC é realizado qualquer instância do aplicativo é substituída pelo resultado esperado do toque: a conexão entre os dois dispositivos, o que consequentemente possibilita que inicie a brincadeira entre os dois usuários. Por exemplo: Se o usuário A (que está com o aplicativo aberto na galeria do mesmo) e o usuário B (que está na tela principal) encostarem os celulares, é imediatamente iniciada a conexão. Nesse caso não é preciso perguntar ao usuário B se ele tem certeza que deseja fazer a conexão, e nem ao usuário A, se ele quer sair da galeria e iniciar a conexão, já que o movimento de toque está sendo realizado por ambos. A própria ação de encostar os celulares já é uma permissão. Considerar o tap um ato de permissão diminui passos e as inconvenientes caixas de diálogo. Dessa forma, a função mais usada é facilmente acessada.

Action1GetMoreInformation.png

 

4. Pré-requisitos para o que aplicativo NFC funcione

É preciso identificar de forma prévia os requisitos necessários para que um aplicativo funcione adequadamente. No caso de um aplicativo NFC é preciso, obviamente, que a opção "NFC" esteja habilitada no celular e, na maioria dos casos, é preciso também de outra tecnologia de conexão sem fio, como bluetooth ou Wi-Fi. Caso o sistema não dê suporte para que sejam ativadas automaticamente é importante avisar o usuário, para que ele mesmo possa ativá-las. Durante o desenvolvimento do Tap and Shoot Together, descoberto esse impedimento do próprio sistema operacional Windows Phone 8.0, no primeiro uso do aplicativo o usuário é informado que para utilizar todas as funcionalidades do aplicativo é necessário que o opção "aproximar+enviar" (NFC) do celular esteja ativa. O segundo passo foi verificar o estado de bluetooth a cada vez que o aplicativo é aberto, se estiver desativado, uma notificação avisa que o bluetooth precisa ser ativado. Assim o usuário saberá que existe um problema e como resolvê-lo, antes que ele tente conectar os celulares e não tenha sucesso.

 

ÚLTIMA TELA DE 'WELCOME'

Action1GetMoreInformation.png

Sinaliza a necessidade de ter a opção "aproximar+enviar" (NFC) habilitada no celular para poder utilizar todas as funcionalidades do aplicativo. Aplicativo Tap and Shoot Together.

 

NOTIFICAÇÃO DE ERRO 

Action1GetMoreInformation.png

Quando o aplicativo é aberto, se o bluetooth estiver desligado o usuário é notificado e orientado a ativá-lo. Aplicativo Tap and Shoot Together.

 

 

5. Tutorial (Educar o usuário)

Exibir tutoriais quando o aplicativo é executado pela primeira vez, reduz a possibilidade do usuário não obter uma boa reação às suas ações. Uma vez que o usuário sabe como o aplicativo se comporta, fica muito mais fácil a sua utilização. E como já vimos, aplicativos com NFC possuem peculiaridades sobre o seu uso devido serem iniciados pelo o toque. Por conta disso, fornecer tutoriais ao usuário é uma maneira de otimizar a experiência com o aplicativo que utilizam a tecnologia NFC. Consequentemente torna a experiência do usuário muito mais intuitiva e natural.

Por ser um aplicativo que utiliza a câmera de uma maneira diferente, foi preciso demonstrar como o aplicativo funciona. Para isso, no primeiro uso, é iniciada uma apresentação introdutória do que o aplicativo faz e o que ele tem de especial: tirar uma foto combinada com duas câmeras e sincronia de fotos tiradas.

Em um segundo momento, terminada essa apresentação, inicia-se um tutorial de primeiro uso. Sobre a tela principal do aplicativo, uma camada de transparência aponta ao usuário o que os elementos visuais na tela executam ou representam.

 

PASSO 1: ELEMENTOS DA INTERFACE

Action1GetMoreInformation.png

Explica o que o usuário está visualizando - a área que exibe a câmera -, e indica as funções dos ícones na tela. Aplicativo Tap and Shoot Together.                                                           

 

 

PASSO 2: ENCOSTAR OS CELULARES

Action1GetMoreInformation.png

O círculo com animação indica que o usuário deve encostar o celular com o de outra pessoa. Note que pela importância do tap na experiência do aplicativo, essa instrução torna-se um componente que persiste na interface. Aplicativo Tap and Shoot Together.  

 

PASSO 3: CONEXÃO E SWIPE

Action1GetMoreInformation.png

Após o tap e a conexão dos celulares, explica elementos novos que aparecem na tela. O círculo que antes tinha uma animação que pedia o tap entre os celulares, agora exibe a imagem da câmera do outro celular. E uma animação no centro da tela pede que o movimento de deslizar para o lado seja feito. Aplicativo Tap and Shoot Together.  

 

PASSO 4: FOTO COMBINADA

Action1GetMoreInformation.png

Depois que o usuário executou a ação pedida de deslizar para o lado, o aplicativo revela outra forma de visualização das câmeras conectadas e explica que também é possível tirar uma foto dessa composição. Aplicativo Tap and Shoot Together.   

 

Como você deve ter notado o movimento de toque (tap) é o ponto de partida e a principal forma de interação de sistemas com NFC, é isso que torna a experiência do usuário com aplicativos NFC tão única e peculiar. Porém pouco comum, é preciso adaptar o usuário a essa nova forma de interação. Fazer com que sinta-se confortável e seguro, tanto antes quanto depois do tap, é essencial para o sucesso do aplicativo. Um primeiro uso frustrante pode resultar em abandono do usuário. Portanto fiquem atentos aos elementos que constituem uma boa experiência ao usuário.

 

 

Last edited Aug 7, 2014 at 12:15 AM by brmontei, version 24